________
________




quinta-feira, maio 7

Scan da Revista TV GUIDE, desse mês

Ultimo scan da revista TV Guide sobre o final de PB, com direito a fotinha de MISAH nos momentos finais e tudo.

Tradução By Josielly, obrigada LULU!!
Revisado por Nina


Livre no Final!

A porta se fecha em Prison Break, mas não espere atitude melhor

Christina Scofield é uma mãe dura. A mulher dos irmãos Lincoln e Michael de PB chamada “mãe” forjou sua própria morte, e como sempre torcemos quando uma jornada chega ao fim depois de 4 anos, ela agora retorna como a pior inimiga dos seus próprios filhos: uma arma desonesta que tem trabalhado para tirar a única chave que os leva à liberdade.

“Ela é uma filha da puta”, grita Purcell, que está perambulando por LA enquanto grava as últimas cenas, vestindo uma camisa suja de sangue do seu personagem. “Ela não só atira em mim, como também faz um buraco com a bala.”

O que a mamãe quer é Scylla, um disco rígido com arquivos que guardam segredos tecnológicos, que, nas mãos certas, podem salvar o planeta.

Claro que Christina, interpretada por Kathleen Quinlan, tem as mãos erradas.

“Ela é insana, e na sua psicose está prejudicando seus filhos provocando um grande estrago no mundo.” dise Quinlan com um indisfarçável contentamento.

Então Prison Break termina com uma tragédia? Fãs têm dado muitas voltas e voltas desde que a série estreou em 2005, para estragar tudo agora, mas nós certamente iremos impactar: “Aquele trapo de filho, Michael, têm dito à alguém como arquitetar um plano explosivo.” Diz Quinlan, soando como se fosse a cruel Sra. Scofield.

Assim, a ousadia da série tem sido uma característica marcante, quando tatuou o mocinho Michael – para libertar seu irmão, Lincoln, da prisão – e quando sofreu alguns cortes nos dedos do pé quando estava nas mãos dos outros prisioneiros.

O cara das mutilações/ferimentos formou uma legião de fãs ao redor do mundo, ainda que a fama nos EUA escorregue ano após ano.

“Estou feliz por eles não terem estendido PB por muito tempo,” diz Sarah Wayne Callies, que interpreta a amada do Michael, Dra. Sara Tancredi. “Graças à Deus não irá até a 9ª temporada com eles tentando fugir no gelo de uma prisão sueca.”

Miller concorda: “É raro encontrar uma série que chega ao fim por seus próprios meios. Geralmente não existem conexões ligando uma coisa à outra e os fãs não se sentem satisfeitos. Eu fiquei surpreso pelo poder que nos encorajou a fazer esse final em particular.”

O produtor executivo Matt Olmstead diz “este não é um final de destruição e morte,” ele adverte aos espectadores: “Nem todo mundo faz isso.”

Nos episódios – e a série – os momentos finais, a ação, que tem um enorme desenvolvimento em 2005, pula para o dia presente, seguida de algum desfecho. “Você verá onde todos os personagens estão,” diz Olmstead. “Alguns estão onde deveriam estar, outros não.”

“Muitos fãs ficarão satisfeitos,” diz Callies, “e com o coração partido – porque os roteiristas fizeram um bom trabalho e não transformaram isso em uma história de amor como Pollyana. Eles te dão o pôr do sol nas montanhas, mas depois disso, ainda existem muitos segredos para lidar.”

Pronto para uma filme-série como Prison Break, à la 24h: o resgate? Sim, diz Olmstead, destacando que 2 episódios extras tem sido filmados, embora a Fox não tenha marcado o lançamento em DVD. “Sara está trancada e os que estão do lado de fora planejam uma última e empolgante fuga,” ele revela. Soa como uma impactante fuga para nós.

Notinha do lado:
Planos pós Prison Break? “Deixar meu cabelo crescer!” diz Purcell.
Ao lado: Callies e Miller felizes no final. Talvez.


Fonte: misah.blogspot

2 comentários:

Josiely,  7 de maio de 2009 10:35  

Pela foto já dá pra pensar imaginar que o defunto na história vai ser o Linc! Acho que MiSa terão um happy ending!
Será???
P.S Que as minhas preces sejam ouvidas!

Josiely,  7 de maio de 2009 16:53  

Nina, já terminei! Como não sei teu email decorado, te mando assim que eu chegar em casa! bjus