________
________




sexta-feira, abril 3

Entrevista - Sobre "The Human Stain"

2 de novembro de 2003 , Mais de mil pessoas apertadas na “The Rise Nightclub”na noite de gala para a recepção do 26º Festival internacional de filmes Starz Denver. Um espaço cavernoso com coquetel e musica, o ponto de encontro foi um desvio drástico do ano passado no sossegado DCPA’s “Temple Buell Theather” , e foi em uma das salas de cima que eu conheci pela primeira vez Wentworth Miller , o alto, bonito,calmo, e extremamente cortês - sorte para mim , a melhor coisa – Do impressionante “The Human Stain” de Robert Benton . Eu o encontrei novamente na manhã seguinte para fins oficiais no também surpreendentemente alto Mag Hotel em Denver, localizado no meio da ocupada interseção da 19 com a sul na cidade de Denver.

Mais conhecido por sua participação especial nas séries de TV como “Buffy a caça vampiros” e “popular”( e como um atleta com sangramento no coração na 7ª temporada de “ER”) assim como o personagem “Luke Skywalker” na infeliz “Dinotopia” Miller está recebendo o que pode ser potencialmente a sua grande oportunidade, roubando a cena de Anthony Hopkins, Nicole Kidman e Gary Sinise interpretando um papel que é surpreendentemente familiar. – Walter Chaw


FILM FREAK CENTRAL: Seu Pai é Afro – americano.

WENTWORTH MILLER: Ele é. Eu recebi o roteiro e fui lê-lo com Deb Aquila (diretora de elenco) percebendo que essa era uma historia poderosa e que não é contada frequentemente. Eu a disse que gostei do roteiro porque ressoou em mim como uma minoria e eu imaginei que soubesse muito do que estava acontecendo com meu personagem. Ela ficou surpresa, então eu contei a ela que meu pai é negro e minha mãe é branca e que eu entendia muito do que estava acontecendo nessa historia por causa das minhas próprias memórias e experiências. A gente teve uma ótima conversa, quase muito boa, pois nós tínhamos tempo para uma leitura real, eu senti que o acumulo era tão grande que eu precisava realmente entregar, quase mais do que o que talvez pôde de outra maneira ter sido esperado de mim de uma primeira leitura. Felizmente, foi uma daquelas situações em que eu tive o melhor de mim naquele dia. Eu estava em lagrimas, ela também, nós fizemos todas as cenas fortes do filme, e ela me trouxe de volta em 1 mês para um teste com Robert Benton .


O filme já estava com o elenco a esse ponto?


Eu não tenho completa certeza, mas na época que testei para o Benton , sim, eu sabia que eles tinham Anthony Hopkins Nicole Kidman,Ed Harris, Gary Sinise...


Assustado?


Com certeza, mas durante o início de leitura através da tela para o teste, você sabe, você lê uma vez e o diretor faz seus ajustes e você faz tudo de novo...Então comigo de um lado da mesa em sua sala de reuniões,os produtores, o diretor de elenco e o câmera do outro lado, sim, isso é intimidante. Porem algo aconteceu, depois do inicio da leitura, Benton levantou, andou ao redor da mesa e sussurou os ajustamentos em meu ouvido. Ele fez isso parecer muito particular, muito pessoal e isso significou muito para mim porque demonstrou para mim que não importa o quão pequeno seja minha participação no filme, ele iria me tratar de maneira igual.


Esse momento define os lugares que você estava disposto a ir nesse filme?


Eu penso assim, de forma absoluta. Naquele momento ele demonstrou que não iria gritar comigo e que ele apreciou que eu poderia me sentir isolado lá, eu acho que isso me deu confiança para enfrentar a muitas dessas questões muito particulares, em um fórum público. Ele iria me tratar com respeito e cuidado e não me deixou esperando por mais um mês, ele me disse no final do teste que me queriam para ser parte do projeto. Depois do teste eu andei para fora do estacionamento e tive um momento de clareza onde pensei que muitas pessoas não teriam esse momento. Pessoas talentosas, extraordinariamente talentosas, mais do que eu até então, por alguma razão não terão essa sensação que eu estou tendo bem agora. Eu me sinto extremamente sortudo, agradecido e um pouco agradado também.


Fale me mais sobre raças, especialmente sobre crescer numa raça mista.


Teve seus desafios, com certeza, porem todos tem seus desafios, e eu não vou fingir que foi mais difícil que qualquer outra coisa, do que tendo algum outro tipo de atributo que pudesse distinguir uma pessoa para o mal nos olhos de alguém. Minha experiência é que eu me encontro tendo que constantemente definir eu mesmo para os outros, dia sim, dia não. A citação que me ajudou com isso e de “Beloved” de Toni Morrison onde ela diz “As definições pertencem aos definidores, não aos definidos” Então eu encontro me definindo paras outras pessoas até que serei definido por outros e ficar preso numa caixa onde eu particularmente não pertenço. Existe um senso de estar entre as comunidades e você as vezes imagina se você não tem que responder a algum grupo de interesse, que você é um tipo de pária racial, mas o outro lado da história é que uma comunidade racial, funcionando em seu melhor, provê não apenas um senso de identidade (Esse luxo de olhar para outro rosto e ver você refletido) porem um sentido de segurança e apoio. Quando eu estou em problemas, que grupo que vira a minha defesa, para o meu socorro. A resposta, e é assustadora, pode ser “ninguém”.


Como um chines – Americano, eu me encontro igualmente amado/odiado por brancos e asiaticos (geralmente pelas mesmas razões)


Exatamente, nos ocupamos numa ideológica zona nula. É onde, eu penso meu personagem se acha no filme onde no fim de sua vida seus amigos negros o deserdaram e seus amigos brancos o desprezam nas ruas. É um lugar estranho para se estar e eu gosto de pensar que a imagem é sobre um homem que posto numa caixa ,está sufocando, e quer se libertar mas talvez tenha esquecido como. Eu penso que todos estão lá baseados em gênero,religião,política pessoal –nós todos sabemos de como é estar sufocado e precisar se libertar, deixando questões raciais de lado.


Mas quais foram os suas questões racias? Você ser de uma raça mista vem como uma surpesa, para mim e provavelmente para muitos que são familiarizados com você e seu trabalho.


Bem, deixe me por dessa maneira, Eu fui poupado do bastão da raça em grande parte do negocio. Ninguém nunca me pediu para pagar por uma carne antes de eu come-la. Eu nunca fui parado só porque eu estava dirigindo um tipo de carro errado em algum tipo de área errada na hora errada da noite. Meus encontros com racismo são de situações de segunda – mão onde eu possa estar parado com meu grupo de amigos brancos e alguém faz um comentário que não deveria , na minha reunião de família. Isso deixa um corte. Alguém chama você de “negro” e isso é como uma faca no intestino. Estar nesse tipo de situação é apenas um pequeno apelido , mas você sofre apelidos suficientes e você sangra até a morte. Então quando isso acontece, você está confrontado com o dilema: eu paro a festa, eu impeço de avançar? E idealmente você deveria a cada e qualquer hora, mas Walter, Eu tenho coisas melhores para fazer do que educar pessoas – isso apenas tem que ser caso- a -caso e você desenvolve muitas cicatrizes.


O que você escreveu na sua tese de graduação em Princeton?


Eu escrevi a idéia de duplicação e a construção da identificação do gênero em Jane Eyre e The Wide Sargasso Sea que eu acho, também é sobre identificar-se, apreendendo através dos olhos da hierarquia dominante do homem branco.


Entao esse tema ocorrendo em sua vida,talvez, esteja mais complicado do que de costume, a idéia de identidade pessoal – você está satisfeito com o trato de The Human Stain?


Deixe me colocar dessa maneira, e eu quero fazer isso muito cuidadosamente porque eu não sou o objetivo desse projeto de nenhuma forma. Noite passada, a adaptação, foi muito bem recebida e as pessoas estavam elogiando muito... Ok, deixe me colocar dessa maneira, quando eu vi pela primeira vez no festival de filme de Veneza o que eu senti em seguida foi muito constrangedor – não num sentido ruim em geral – mas no sentido onde você coloca algo muito pessoal ali, muito confidencial – algo que aconteceu apenas entre eu e Jacinda Barret ou algo que continua muito doloroso para mim da minha própria vida. E de repente, todas essas pessoas estavam vindo até mim e falando comigo sobre isso, tendo esse dialogo comigo e eu nunca falei com eles sobre isso e, para mim, essas coisas continuam muito pessoais, continuam sendo assuntos confidencias que eu combato e entro em acordo todo dia. Eu não tenho idéia de quem eles sejam, mas eles tem idéias sobre mim – e eu não tenho idéia de quais regras de etiqueta eles estão trabalhando e isso é assutador.


Voce recebeu respostas de pessoas de raça mista?


Um pouco, um pouco, muitos deles satisfeitos que eles estão vendo um representante deles refletido na tela.


De uma forma literal com certeza, até porque existem muitos atores de raça mista:Keanu Reeves,Halle Berry,The rock, Mariah Carey...


(risos) Sim, verdade - esse papel no filme é mais visível , com certeza, e eu cresci sem muito dessa especie de modelo então, de fato, nesse sentido, eu estou aliviado e orgulhoso de ter feito esse filme. Eu digo isso com um entendimento sóbrio de que se eu fosse esperar por papeis que esclareçam minha raça, eu esperaria por muito,muito tempo. Eu quero elevar – me a alguma coisa como Denzel Washington faz que é tentar achar roteiros escritos para atores brancos – ou Jodie Foster que lê roteiros para atores. Eu digo aos meus representantes para me mandarem algo que a raça não importa – que seja próximo da igualdade em todo o trajeto. Eu espero que nós cheguemos lá algum dia.


Tradução: Gaby, com ajuda de Nina e Mari

4 comentários:

Fernanda M.,  3 de abril de 2009 17:05  

O went sempre fala q o pai é negro..(eu sei q é mt mistura de raças) mas qdo vi o pai dele d vdd quase tive um treco achei q ia ver um Negrao e o pai dele nao rsrsrsrs...

Lokuraaaaaaa...

O melhor blog..AmO

o/,  3 de abril de 2009 17:17  

Fernanda

verdade ahuahauah

do jeito que eles falam o pai dele eh muito negro (tipo meu avo que eh quase azul hehe)

mas nem eh.. eh meio moreno só


meu avo azul minha avó loira ( quese albina)saiii da cor do went :P


viva os filhos de raças mistas uahuahauahuaha

wickedstyle 3 de abril de 2009 17:46  

Eh eu tb tive essa msm impressão quando ví o pai dele...imaginei q era um negão mas nem é!
Gaby :*

Anônimo,  16 de novembro de 2011 03:44  

Ele é descendente de negros,judeus e libaneses!Isso significa que ele deve ter o *** bem grande!rsrs