________
________




terça-feira, maio 5

60 segundos com Wentworth Miller


Em Abril de 2006 Went foi entrevistado no programa 60 segundos. Algumas perguntas já batidas outras interessantes e novas, vale a pena conferir!

19/04/2006
60 Seconds: Wentworth Miller

Andrew Williams Metro. Co. uk

Tradução: Nina - thanks Juh

Isso é um nome incomum.

Minha bisavó o escolheu por causa de um romance de Jane Austen - Capitão Wentworth em Persuasion.

Você nasceu na Grã-Bretanha. Você esteve por lá?

Sim, eu estava em um grupo masculino de cantores a capella quando eu estudava em Princeton e tivemos um tour turístico na Europa. Gostaríamos de ter o Qe2 em Nova York e passar algum tempo na Inglaterra. Passei nove meses nas filmagens de Dinotopia na Grã-Bretanha. Choveu a maior parte do tempo quando eu estava aqui, mas apesar disto Londres é uma cidade linda.

Prison Break é divertido de fazer?

Sim. É um ambicioso seriado - que tem dublês e efeitos especiais, como a tatuagem em cada show e centenas de extras. Temos que ficar em uma sombria prisão fora Chicago - e nos pátios onde presos da guerra civil foram executados em blocos, onde John Wayne Gacy, um dos primeiros seriais killers da América foi detido.

É bastante atmosférica então?

Ha Ha. Sim, ele é rico nesse tipo de ‘dark’ história. Passamos cinco dias por semana em dez meses para fazer a primeira temporada.

Será que gastar tanto tempo em um local como esta prisão não o deixou um pouco insano?

Não, porque eu sabia que ao final do dia iria sair dali, o que faz toda a diferença.

A série é comemorada por ser extremamente rebuscado (teatral). Como se manter assim?

Há duas pessoas prestes a escapar, mas, acima de tudo, o meu personagem Michael tem um plano contínuo para seguir ao longo da temporada. Temos um número de cliffhangers (momentos de angústia) em cada episódio que mantém o público assíduo, mas, mesmo que a ação seja fantástica e estejamos sujeitos a descrença, nós temos também personagens que fazem você se preocupar com eles a longo prazo .

O que eles vão fazer na segunda temporada? Envie-los de volta para a prisão?

Se os irmãos fugirem, a série se tornará mais parecida com o filme The Fugitive, com o grupo tentando iludir as autoridades e em primeiro lugar resolvendo a conspiração que colocou o meu irmão atrás das grades .

Você gosta de programas sobre prisão?

Eu acabei agora de assistir a quinta e última temporada de Oz, que foi realmente bem feito. Prisão tem um fascínio universal. É um horror da vida real, porque, dada certas circunstâncias, qualquer pessoa poderia encontrar-se atrás das grades.

Já viu Prisoner Cell Block H?

Não, mas eu ouvi falar. É uma coisa 1970, certo?

Eles estavam em uma prisão chamada Centro de Detenção Wentworth. Isso é uma coincidência assustadora.

Ha ha ha. É sim. Eu nunca tinha visto esse programa, mas estou curioso. Mulheres atrás das grades parece bastante interessante.

Se você enfrentasse uma circunstância semelhante, você tentaria tirar seu irmão da prisão?

Sem chance. Eu pegaria algumas petições, faria alguns telefonemas, contrataria a melhor defesa jurídica possível, porém cometer algo criminoso para ir para a prisão a fim de ajudá-lo, não.

Sua família tem um enquadramento jurídico. Eles esperam que você fosse advogado?

Não, mas havia uma expectativa para eu entrar no melhor centro universitário possível. Depois disso, eu poderia fazer como eu queria.

Então, porque você começou atuar?

É algo que eu gostava desde que eu era criança. Eu abandonei os sonhos na faculdade porque não parecia ser uma forma realista de ganhar a vida. Passei alguns anos a trabalhar nos bastidores com uma empresa de produção e realizado, contudo eu ainda tinha essa questão inquietante dentro de mim que precisava de resposta - uma[questão] que sempre me assombraria a menos que eu lhe desse uma resposta.

OFF: Essa pergunta é DEZ e a resposta é linda!

Você passou de 500 audições e só tem 15 trabalhos. O que o manteve motivado?

Você tem que acreditar em seu coração que há um script lá fora, com indicação do seu nome e, se você continuar tentando, algo vai aparecer. Você tem que tentar não levar para o lado pessoal, apesar deles não rejeitarem o seu trabalho, eles estão rejeitando você - é pelo menos como você se sente. Eu considerei desistir, mas eu não poderia me imaginar fazendo qualquer outra coisa. Atuar era algo que eu precisava como ar. Não poderia ficar longe.

O que você queria ser quando era criança?

Eu fazia parte de uma peça teatral de dinossauro no jardim de infância. Todos tinham que fazer suas próprias máscaras com a ajuda dos seus pais e as crianças apareceram com um saco de papel em suas cabeças. Meu pai passou duas semanas elaborando este enorme boné de papier Mâche do Tyrannosaurus rex que foi de cerca de metade do meu peso corporal. Quando eu cambaleava para fora do palco na frente de todos os pais e eles se arrebentaram de tanto aplaudir, eu pensei, 'Existe algo nisso ".

Qual foi o seu primeiro trabalho profissional?

Eu era um convidado especial em Buffy A Vampire Slayer, em 1997. Foi um dos meus programas favoritos, então me encontrar em volta das piruetas, trabalhar com Sarah Michelle Gellar e David Boreanaz foi uma surpresa.

Foi fácil entrar no elenco de Prison Break?

Eu não vinha trabalhado por um ano, quando eu fiz minha audição para Prison Break e foi o teste mais fácil que eu já fiz. Eu tive o script na sexta-feira, na segunda -feira fui para a audição, e outra parte na terça-feira. Eu já estava gravando o piloto uma semana mais tarde. Eu não tive tempo para ficar nervoso - aconteceu tão rápido.

O programa tem 'levantado' o seu perfil. Você está desfrutando disto?

Eu estou. Muita gente chegou até a mim na rua e manifestou a sua satisfação com o show. Prison Break, abriu as portas para mim com projetos, embora eu não esteja em nenhum empreendimento na época hiato do show, uma vez que, após dez meses atrás das grades, eu preciso fazer uma pausa.

Qual é a coisa mais estranha que um fã fez para conhecê-lo?

Não tenho certeza se é por causa do meu personagem ou se é a qualidade dos fãs do show, mas eles parecem ser respeitosos, bem-comportado grupo. Eu estava indo para um show de bate-papo em Nova York, quando o carro foi cercado por fãs que não iria deixar-nos passar até que dei autógrafos. Eu gostei muito, apesar de tudo.

Você estava no vídeo da Mariah Carey We Belong Together. Como foi isso?

Foi uma grande explosão e vantajoso para mim. Tive mais atenção no vídeo do que qualquer outra coisa que eu havia feito. Brett Ratner, que dirigiu o episódio piloto de Prison Break, também dirigiu esse vídeo então eu fui de um projeto para o outro.

Mariah é tão louca como as pessoas dizem?

Mariah é adorável. Ela tomou conta de mim no set e se certificou que eu me senti em casa e eu adorei.

Você tem uma mistura de raças. Isso lhe causou problemas quando entrou para o elenco?
Eu não poderia dizer com certeza porque eu não estava na sala quando eles estavam discutindo a minha audição. Eu imagino que tenha complicado as coisas, mas eu nunca vou saber em que medida.

Vin Diesel, não discute sua etnia em entrevistas. O que você faz em relação a isso?
Isso é atitude totalmente dele. Eu certamente entendo porque, pois este é um negócio sobre definições e etiquetas e, muitas vezes, esse pode ser incrivelmente limitador de papeis sábios. Apesar de tudo, fui muito feliz.

fonte: metro.co.uk

17 comentários:

Heysa 5 de maio de 2009 21:36  

Mariah tomou conta de mim...
Eu acho q ela deu uns catas nele, sério.

Amei a entrevista. *-*

Josiely,  5 de maio de 2009 21:41  

Danado de cata! A Mariah é muito fresca, isso sim! Ficam umas 50 pessoas mexendo no cabelo, mais 50 fazendo a unha e mais 50 pra vestir a roupa! PQP!

Josiely,  5 de maio de 2009 21:43  

O Went é o homem mais perfeito do mundo!

Josiely,  5 de maio de 2009 21:43  

Ele tava magrelinho aí, mas eu gosto dele assim mesmo, com o corinho e o ossinho...

Josiely,  5 de maio de 2009 21:45  

Lindoooooo!!!!!!!!!!!!!

Josiely,  5 de maio de 2009 21:45  

Só de ver a entrevista já fiquei com calor... e olha que aqui tá chovendo horrores! Entrei na menopausa!

Josiely,  5 de maio de 2009 21:46  

A Nina passou 12h traduzindo essa entrevista...

Josiely,  5 de maio de 2009 21:47  

...e me ameaçou se eu não deixasse 9 comentários...:O

Josiely,  5 de maio de 2009 21:47  

...e eu com medo...

Josiely,  5 de maio de 2009 21:48  

...comentei 9 vezes! PQP! Tá aí Nina, com todo meu carinho e devoção por vcs do blog! (Agora num traduza mais entrevista não pra tu ver!) :P

Anônimo,  5 de maio de 2009 21:53  

Muito boa essa entrevista.
Parabéns meninas.
E o Went sem comentários...

Heysa 5 de maio de 2009 22:33  

Ela pode até ser fresca bixa, mas que ela deu uns catas no Went, ah isso ela deu..

WMBrasil 5 de maio de 2009 22:33  

É uma palhaça mesmo!!rsrsrrs
Piorrrrr será que consiguiram fazer esse tanto d pergunta em 60 segundos????
BJUS!
PS: era pra ter mais de 9 coments mais não todos da Josi tah!!!!!!!!rsrssrrsrsrs

o/,  6 de maio de 2009 00:50  

Josiely eh uma metida mesmo aff


ahuahuahauahuahuaahuaha


ninaa sou sua fã *-*

Nadia,  6 de maio de 2009 12:40  

Amei a entrevista...

Meninas, parabéns. Agradeço de todo carinho. =)

Beijo.

Carol,  6 de maio de 2009 21:52  

eu tbm adorei a entrevistaaaaaaaa

Anônimo,  7 de maio de 2009 09:45  

aaain o Went eh perfeitoo !
meniinas do blog.. vcs tem o link dessa entrevista em ingles ?? qria em ingless please ... !
valeww !